5.2.07

crise de nostalgia

eu sou do tempo em que quando se faz reuniões em casa a cerveja se refresca no tanque, cheio de gelo... digo isso, pois em breve todas as barcas da linha rio-niterói serão substituídas por modernos catamarãs (já tem dois cruzando a baía) e eu nunca mais vou andar nesse museu vivo... a mesma barca que meus pais e avós costumavam pegar.

eu adoro essas barcas velhinhas. me bate um sentimento de nostalgia (e decadência tb) muito gostoso. sinto o mesmo quando vou ao maracanã. ambos ainda são os mesmos de décadas e décadas atrás, diferente de muita coisa que vem mudando aqui no rio - os bons pé-sujos entre outras deliciosas simplicidades davida urbana, por exemplo.

Um comentário:

ana disse...

eu acho engraçado falar em "simplicidade da vida urbana" porque não é usual ver simplicidade no urbano, é mais usual ver caos, caos, caos. mas, nesse ângulo, é bem isso. as barcas, um dia, foram o caos, o moderno, o inovador. e, agora, vão ser substituídas por algo mais à frente. às vezes é difícil acompanhar as voltas que o mundo dá. muito difícil.