20.12.06

daniela mercury mandando mal...

trecho da uma entrevista na folha online:

Folha Online - Há um projeto que quer transformar o "jabá" em crime. O que você acha?
Daniela - Acho que o capitalismo está em tudo. Tudo é negócio. A cultura não pode se afastar do que ela gera em termos econômicos. Precisa ver o que é preciso ser feito para não deixar as rádios e televisões sem sobreviver, mas ao mesmo tempo achar algum formato que seja respeitoso com o cidadão brasileiro. (...)

Folha Online - O "jabá" é um problema para o artista?
Daniela - Olha, o jabá pode ser muito bom para uns, e muito ruim para outros. É um caminho muito fácil para muita gente, e um caminho difícil para outras. Porque o "jabá", pelo que me conste, ele não determina nem que o artista vai tocar na rádio. É uma questão muito mais ampla que uma lei.

Folha Online - O que você acha do MP3 e da possibilidade de baixarem suas músicas gratuitamente na internet?
Daniela - Gosto da liberdade da internet, e acho que temos que pensá-la como instrumento de divulgação, gosto dessa possibilidade da democratização da música, da arte. Mas como essas pessoas que fazem download e compram disco pirata se sentiriam se tivessem um grupo de cem pessoas envolvidas no trabalho, dependendo daquilo, e não fossem contemplados? Mais uma questão ética para o mundo. (...) Alguma coisa tem que ser recolhida para se viabilizar uma indústria cultural que é importantíssima para o mundo. A desonestidade, o download, a pirataria feitos deste jeito sucatearam todo o mercado de disco do Brasil.

---

destaquei alguns pontos em vermelho para comentário...

prezada daniela,

minha filha, em que planeta você vive? então você quer que as rádios e as tvs continuem mamando nas tetas das gravadoras e deixando de dar espaço a zilhões de artistas em detrimento daqueles que pagam jabá pra aparecer no faustão?

queria saber pra quem o jabá é bom (além dos donos de rádio)? é um "caminho muito fácil pra muita gente"?????? quem tem hj 65 MIL REAIS para tocar em rádio?

sobre o download ter sucateado o mercado de disco.... bem, de certa forma até pode ser, mas você concorda que a indústria usou e abusou do consumidor durante muito tempo?

Um comentário:

Andréa N. disse...

E viva o download ilegal!